Gasto do turista estrangeiro no Brasil cresce 27% em fevereiro e bate recorde histórico

Compartilhe essa notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Crédito: Arquivos MTur

Valor deixado por visitantes estrangeiros é R$ 3,4 bilhões, 10,1% maior que o mesmo período de 2018, última melhor marca registrada, e quase 27% a mais que o mesmo período no ano passado

Turistas internacionais deixaram no Brasil, no mês de fevereiro de 2024, US$ 673 milhões, o equivalente a R$ 3,4 bilhões na cotação do dia. O valor divulgado pelo Banco Central (BC) na manhã desta quinta-feira (4) é o mais alto da série histórica para o período até agora. Em relação a fevereiro de 2023, quando os gastos dos visitantes estrangeiros foram de US$ 530 milhões, o crescimento foi de 26,9%. 

O último recorde tinha sido batido em 2018, antes da pandemia de Covid-19, quando visitantes internacionais gastaram no Brasil, durante o mês do carnaval, US$ 611,5 milhões. O recorde deste ano supera o número anterior em 10,1%.  

“São excelentes resultados, já nos primeiros dois meses deste ano, dando largada para um 2024 com uma atividade turística forte e que contribuirá, ainda mais, com a economia brasileira e com a geração de renda e de empregos. Lançamos também o PATI, com incentivos para quem ampliar voos para o Brasil e vamos continuar investindo nas feiras e eventos internacionais, ampliando a visibilidade dos atrativos brasileiros”, ressaltou o ministro do Turismo, Celso Sabino. 

No acumulado dos dois primeiros meses, que somam o verão brasileiro e o Carnaval, a entrada de divisas estrangeiras foi de US$ 1,47 bilhão, crescimento de 30% em relação ao mesmo período de 2023, quando o valor foi de US$ 1,13 bi. No total, foram US$ 340 milhões a mais, sendo o melhor bimestre do setor do turismo da série histórica. 

“Esse resultado consolida uma tendência de crescimento que começou no ano passado. Em janeiro batemos recorde histórico e agora em fevereiro, não só batemos o recorde, como aumentamos significativamente a diferença do melhor resultado até então”, comemora o presidente da Embratur, Marcelo Freixo. “O turismo gera emprego e renda lá na ponta, nos municípios, e é um setor majoritariamente de pequenas empresas. Isso representa mais desenvolvimento para as famílias e mais dinheiro circulando na economia”, reforça. 

ENTRADA DE TURISTAS – O mês de fevereiro também teve o terceiro maior registro de entradas de turistas internacionais de todos os tempos, conforme divulgado pela Embratur em 22 de março. Foram 833.306 visitantes do exterior no período, um crescimento de 10,2% em comparação a 2023, quando entraram no país 755.842 viajantes. E no acumulado dos primeiros dois meses, o registro de entradas estrangeiros ficou em 1,79 milhão.

A soma de janeiro e fevereiro é 3,64% maior que o 1,7 milhão registrado no mesmo período de 2023. A chegada de turistas do Chile e da França foram as que apresentaram o maior crescimento no mês, de 77,7% e 49,1%, respectivamente. Na série histórica, o número de visitantes internacionais em fevereiro de 2024 foi o terceiro maior já registrado, inferior apenas ao do mesmo mês de 2018, 868 mil, e de 2017, 863 mil.

O registro de entradas de turistas é feito pela Embratur em parceria com o Ministério do Turismo (MTur) e Polícia Federal (PF). As informações completas, com números por estado, país de origem e modal de transporte utilizado para entrar no país estão disponíveis no Portal de Dados da Embratur (https://dados.embratur.com.br/).

Outras Notícias

Snowland reabre para o público

O trator Pisten Bully 100 foi trazido da Alemanha especialmente para tratar a neve. Crédito: Divulgação Snowland Uma das principais atrações turísticas do Brasil, o Snowland,

Leia mais