Inteligência artificial aterrissa no aeroporto de Guarulhos

GRU conta a inteligência artificial para aferição da temperatura corporal. Crédito: divulgação/Mauricio Simonetti

O Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos – Governador André Franco Montoro, o maior da América Latina, agora conta a inteligência artificial no auxílio da aferição da temperatura corporal dos que precisam passar por lá. A tecnologia tem capacidade de analisar até cinco mil pessoas a cada 30 minutos, por meio das câmeras térmicas instaladas pelo local.

Caso os passageiros apresentem febre (temperatura superior a 37,8ºC), um dos principais sintomas do novo coronavírus, eles serão identificados e encaminhados ao posto médico para atendimento. As atividades no Terminal 1 do aeroporto continuam suspensas, portanto, as câmeras estão disponíveis apenas no Terminal 2, que concentra 90% do fluxo de passageiros. 

Os voos internacionais, que passam pelo Terminal 3, continuarão com a aferição de forma manual e realizada por uma equipe médica nos portões de embarque. Além de Guarulhos, os aeroportos da Espanha, Turquia, Chile, Argentina e Colômbia também utilizam o equipamento.

TECNOLOGIA NO BRASIL – Em Salvador (BA),  as estações de metrô Lapa e Pirajá, que recebem o maior fluxo de pessoas por dia na capital da baiana, também ganharam câmeras sensoriais que estão em funcionamento desde 1 de junho. 

A partir de julho, Blumenau (SC) também vai monitorar os visitantes dos parques Vila Germânica e Ramiro Ruediger. A iniciativa é fruto de uma parceria entre Secretaria de Turismo do estado com empresas privadas e além da aferição da temperatura, a iniciativa também poderá controlar quem estiver usando a máscara inadequadamente ou não usando.