MTur se reúne com Serviço Geológico do Brasil para debater mapeamento de pontos turísticos no país

Compartilhe essa notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, se reuniu nesta quarta-feira (12.01) com representantes do Serviço Geológico do Brasil (CPRM) e do Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo (Fornatur). O objetivo é traçar um plano para aumentar a segurança em destinos turísticos no país – os estados indicam os locais e o CPRM analisa os riscos – no intuito de evitar acidentes como o ocorrido na região de Capitólio (MG) recentemente.

Participaram do encontro o diretor-presidente do CPRM, Esteves Pedro Colnago; A diretora de Hidrologia e Gestão Territorial do Serviço Geológico do Brasil, Alice Castilho; a pesquisadora em Geociência do Serviço Geológico do Brasil, Andreá Trevizon; e o presidente da Agência Estadual de Turismo do Goiás e Presidente do Fornatur, Fabrício Borges Amaral.

Vale destacar que o CPRM disponibilizou, via ENAP, o Curso de Percepção de Riscos Geológicos aos gestores municipais e estaduais, e irá fornecer o Mapa de Suscetibilidade aos gestores estaduais para que comparem o que já existe com as áreas de interesse turístico. Por meio deste mapeamento, os estados poderão solicitar “vistoria” do CPRM e Defesa Civil a fim de evitar possíveis acidentes.

O ministro Gilson Machado Neto reforça a importância de alinhamento de ações para que medidas efetivas tragam mais segurança para esse tipo de turismo. “Nós temos condição de mapear essas áreas e alertar sobre possíveis riscos por meio de laudos geológicos em municípios com interesse turístico. Além disso, estamos trabalhando para capacitar condutores de turismo náutico”, disse.

O diretor-presidente do CPRM, Esteves Pedro Colnago, afirmou que 1600 municípios brasileiros já possuem mapeamento de riscos geológicos e mais 500 com Mapas de Suscetibilidade. Colnago elogiou a iniciativa de cruzar esses dados com os destinos turísticos. “Temos técnicos que trabalham diariamente no acompanhamento de riscos de áreas pelo Brasil e estamos à disposição para alinhar trabalhos em parceria”, afirmou.

O presidente do Fornatur, Fabrício Amaral, afirmou ter solicitado um relatório aos estados com uma lista de locais que possam gerar riscos para o turismo. Para ele, uma posição técnica do CPRM será de grande relevância para o setor. “Esse assunto é novo para o Turismo e vamos trabalhar em conjunto para estabelecer um plano de trabalho para mapear locais de fluxo turístico nos estados”, comentou.

CONTINUIDADE – A reunião desta quarta-feira é um desdobramento do encontro que ocorreu na última segunda-feira (10.01), quando o ministro do Turismo promoveu reunião com representantes do Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo (Fornatur) para debater medidas como a realização de estudos geológicos que permitam identificar eventuais riscos (Saiba mais AQUI).

MTUR, CPRM e Fornatur alinham ações para aumentar segurança turística. Crédito: Pedro França/MTur

Outras Notícias

A cidade – São Paulo

O que define São Paulo Bela, rica, intelectual, democrática, viva, esportiva, cultural, sentimental, romântica, moderna, séria, extrovertida, profissional. Afinal, o que define São Paulo? Não

Leia mais